Perda de Peso

Emagrecer com o protocolo Low-Fat

Manter bons hábitos alimentares é algo essencial para a saúde e para quem quer perder peso, afinal, de nada adianta perder emagrecer e mandar a saúde pelo ralo junto.

Acontece que sempre que o assunto é o emagrecimento, a primeira coisa que todo mundo pensa é em dieta, e logo já surge a dúvida sobre qual a melhor dieta a se seguir.

Pois bem, a resposta é justamente o que já falamos anteriormente: a melhor dieta é aquela que permite emagrecer e manter-se no peso desejado sem prejudicar o organismo.

É justamente esse o caso da dieta low-fat e é por isso que vamos conhecer ela um pouco melhor logo a seguir.

O que é a dieta low-fat

Como o nome já sugere, a dieta low-fat é aquela que prioriza um baixo consumo de gorduras. Estudo recente da OMS mostra os efeitos do consumo de gordura dobre os parâmetros corporais, tais como IMC, percentual de gordura, circunferência abdominal e outros.

Leia também: Recensioni Slim4vit

Nesse estudo, foram avaliados candidatos que queriam emagrecer e outros que não estavam tentando perder peso, considerando um total de 57 indivíduos.

O estudo foi conduzido em dois grupos:

  • Grupo A: indivíduos com uma dieta cujo 30% das calorias diárias eram provenientes de gorduras
  • Grupo B: indivíduos com alimentação com baixo teor de gorduras (menos de 30% do total diário). Um outro diferencial era que esse grupo é que o déficit calórico pela ingestão de menos gorduras tinha de ser substituído por carboidratos ou proteínas.

Os resultados mostram que o grupo B, mesmo tendo consumido a mesma quantidade de calorias, apresentou uma perda média de 1,4 quilos ao fim do estudo, bem como uma maior diminuição da circunferência abdominal.

Mais do que isso, outra grande vantagem é que não foram identificados sinais de qualquer prejuízo à saúde, muito pelo contrário.

Como fazer a Low-fat

Não existe um método ou passo a passo para seguir esse tipo de protocolo alimentar. O principal que deve ser feito é diminuir o consumi diário de calorias, além de optar por uma alimentação mais saudável.

Vale lembrar que esse corte de gordura vem também de carnes gordas, laticínios integrais e outros, não penas de óleos e etc.

Vale lembrar ainda que diminuir a ingestão de gorduras leva também a uma diminuição da calorias, pois, quando você troca 1 grama de gordura por 1g de carboidrato, por exemplo, já deixou de consumir 5 calorias.