Tudo Sobre Saúde

O que são varizes e como tratar

Como mitigar um problema que pode se tornar sério naturalmente?  O sistema circulatório possui dois tipos de vasos sanguíneos primários: as artérias , que levam o sangue do coração para outras áreas do corpo; as veias , que fazem um caminho inverso e transportam sangue da periferia para o coração.

Ao contrário das artérias, as veias transportam sangue sem o auxílio de bombeamento cardíaco direto. Para fazer o sangue fluir, eles usam válvulas internas que lhes permitem mover-se apenas na direção do coração. Quando ocorre um mau funcionamento da válvula ou uma parede da veia enfraquece, o sangue não flui livremente, mas tende a estagnar e se acumular na veia. Isso fica congestionado, criando um enfraquecimento adicional da parede da veia. Como conseqüência, a veia se expande e se estende .

Na superfície, essa dilatação é claramente visível: a veia aparece em relevo, azul escuro a violeta e é perceptível ao toque. São varizes , que nada mais são do que sinais de insuficiência venosa. Quando esse fenômeno ocorre, significa que a veia não pode fazer o sangue subir. Este é um distúrbio bastante frequente: 1 em 2 mulheres sofre, enquanto nos homens é mais raro (1 em 10).

As varizes aparecem principalmente nas pernas e coxas. De fato, essas são as áreas nas quais o sangue tem mais dificuldade em localizar o coração. Além de serem menos estéticas, as varizes podem ser dolorosas e criar rigidez e inchaço. Outros distúrbios associados que podem ocorrer nas varizes são: coceira, equimoses e úlceras.

As causas, além de um enfraquecimento da parede da veia, são encontradas em pressão excessiva nos vasos, causada por múltiplos fatores. Entre estes, os mais importantes são: uma dieta muito rica em gordura e pobre em fibras, um estilo de vida sedentário, obesidade, passar longos períodos em pé ou sentado, gravidez terapias substitutivas com hormônios sintéticos.

Embora não seja um distúrbio que crie problemas particulares, é bom não subestimá-lo, porque se as varizes afetam as veias mais profundamente, podem ocorrer distúrbios mais graves, como flebite ou trombose. Se você perceber ou tiver dúvidas sobre ter varizes, consulte seu médico para um exame mais detalhado.

Caso você já tenha varizes, o Varigold funciona, trazendo um alívio imediato no local afetado pelo problema, além disso ele ajuda a diminuir e eliminar as varizes no médio e longo prazo.

Outras formas de diminuir as varizes e dores causadas por ela são deixar as pernas pro alto, evitar usar salto altos ou sapatos desconfortáveis, fazer exercícios físicos diariamente, não ficar muito tempo sentado ou em pé, usar meias de compressão e também aplicar receitas caseiras.

Em último caso existem tratamentos em clínicas, porém são caros e podem ser bem dolorosos.

Seja como for, as varizes podem ser evitadas ou tratadas, então ao primeiro sinal do surgimento delas, é importante começar a fazer algo o mais cedo possível, para que não avancem e fiquem mais difícil de tratar.

Tudo Sobre Saúde

O que seu corpo precisa: menos escala e mais amor

Todas as pessoas precisam se sentir valorizadas e amadas , porque o amor nos torna humanos. E, graças ao primeiro amor incondicional que nossos pais nos deram, somos capazes de amar a nós mesmos e sempre nos sentimos valiosos, apesar das flutuações da vida.

Mas quando esse senso de valor está muito focado em um aspecto limitado da vida, quando baseamos nosso valor no aspecto físico , ele é muito mais vulnerável.

A OBSESSÃO PELO PESO: FALTA DE AUTO-ESTIMA?

Em um mundo líquido e incontrolável, muitas pessoas usam seu corpo como um gráfico de salvação: “É usado para cobrir angústias psíquicas que não são fáceis de resolver, o que causa inquietação”, explica a psicóloga e psicanalista Isabel Menéndez.

Tem a ver com o relacionamento que temos com os outros, com o que sentimos. Todos esses aspectos psíquicos são muito mais difusos e incontroláveis ​​do que os aspectos físicos. É mais fácil pensar que podemos controlar o peso corporal do que o mundo emocional.

A obsessão por perder peso também esconde um problema de auto-estima . Como somos seres sociais, a baixa auto-estima nos leva a ficar angustiados com o que os outros pensam e sentem sobre nós.

AS ARMADILHAS DA AUTOCRÍTICA

“Como seres humanos, somos dotados da capacidade de refletir, de nos observar enquanto agimos. Temos a oportunidade de nos analisar e, portanto, nos transformar e melhorar”, explica Christophe André, psiquiatra e psicoterapeuta.

O problema surge quando usamos essa capacidade de nos criticar e subestimar ; tornar a vida impossível e desconfortável. Temos medo de rejeição, em vez de provocar aceitação. Tememos o fracasso em vez de buscar o sucesso, conclui André.

A FAMÍLIA NOS MARCA

Os contatos que mantemos com os outros dependem da imagem que temos do nosso corpo . É por isso que é tão fácil cair na armadilha da magreza e das dietas.

“É o relacionamento emocional dos pais com seus filhos que constitui fundamentalmente essa imagem, que será a base sobre a qual a evolução psíquica da pessoa será baseada e da qual dependerá o grau de aceitação que eles têm de seu corpo”, diz ele. Menendez

Esse relacionamento com os pais é muito importante porque, quando crescemos, outras esferas sociais influenciam fortemente: escola, amigos, comentários, televisão, revistas com modelos “sem curvas”, moda projetada para ser exibida em manequins de plástico …

APRENDER A AMAR VOCÊ É A CHAVE

Se esses quilos extras nos incomodam, podemos ter alguns gramas de auto-estima. Essas diretrizes ajudarão você a ver seu corpo de outra perspectiva :

1. RECONHEÇA SUAS INSEGURANÇAS

“Em vez de nos expressar e dizer o que acontece conosco, cobrimos a boca com comida. Porque ela se acalma de maneira muito primária, como a primeira comida da mãe”, diz Isabel Menéndez. Portanto, reconhecer nossas inseguranças é o primeiro passo para não “usar” alimentos como cobertura para outros conflitos.

2. EXPRESSE O QUE VOCÊ SENTE

Para despertar o amor nos outros, acreditamos que devemos ser diferentes . Damos uma importância exagerada às imperfeições, rugas, quilos … E fantasiamos que, se tivéssemos concordado com um ideal externo, teríamos recebido o amor desejado, explica a psicoterapeuta Laura Gutman.

Mas, em vez de focar a atenção no que acreditamos que nosso corpo deixou ou falta, o que é realmente amoroso é focar no que temos e podemos capacitar.

3. CRIE SUA IDENTIDADE

Especialmente nas mulheres pesam muitas pressões . Isabel Menéndez acredita que o feminino é desvalorizado da moda, cinema ou indústria, mostrando corpos extremamente finos, sem curvas. Isso significa ir contra a feminilidade e arrebatar as mulheres o poder de criar sua identidade feminina.

“Valorizamos muito o ideal de ser magro. Mas as curvas são ótimas. Temos que pensar e amar um ao outro de outra maneira ” , conclui esse psicólogo.

EXERCÍCIO PARA AUMENTAR SUA AUTO-ESTIMA

Essa prática ajuda você a se reconectar com sua essência . Consiste em treinar sua mente para criar um espaço de paz onde você possa trabalhar sua auto-estima. Dizemos passo a passo:

  1. Coloque a seguinte pergunta em sua mente: “qual será meu próximo pensamento?” Espere e espere até que esse novo pensamento apareça.
  2. Você precisa colocar sua mente naquele “modo de espera”, naquele momento em que não está pensando em nada, mas apenas esperando por um novo pensamento. Pratique várias vezes até que esse momento se torne mais amplo e seja fácil para você ficar lá por um tempo inacreditável.
  3. Quando você pratica um pouco, sente-se em um lugar calmo e lembre-se da pergunta: “por que não amo meu corpo?”, “Por que tenho medo de interagir com outras pessoas ou com essa pessoa”, ” o que esconde meu desejo de ser magro? “… Ou qualquer outro tópico que o aflige e faça com que você coma demais ou se preocupe demais com sua imagem. Deve ser apenas uma pergunta, não várias.
  4. Quando você fizer sua pergunta silenciosamente, pense no “modo de espera” que você aprendeu antes. Se você vagar, relance sua pergunta e procure novamente esse espaço especial de calma.
  5. As respostas chegarão a você intuitivamente durante os dias seguintes.

Ideias tiradas pelo: Portal de saúde e bem estar botequim informal

Tudo Sobre Saúde

Dicas de Saúde do Coração Para Homens

Boa nutrição e estilo de vida desempenham um papel importante em manter seu coração saudável. Você pode diminuir o risco de doença cardíaca fazendo escolhas alimentares inteligentes. Encha com grãos integrais ricos em fibras, frutas, legumes, feijões e lentilhas. Escolha gorduras vegetais, como abacate, nozes, sementes e azeite, em vez de gorduras de origem animal, como manteiga. Leia para saber mais sobre como proteger seu coração para a vida.

Frutas e Legumes Importam

Coma carnes menos gordurosas e mais alimentos à base de plantas, como legumes e leguminosas. Além de frutas e vegetais com poucas calorias e alto teor de fibras e antioxidantes, eles podem ajudar a manter a pressão sangüínea sob controle. A hipertensão arterial é um importante fator de risco para ataque cardíaco e derrame. O que torna as frutas e os vegetais tão bons? Eles são embalados com potássio, um mineral que foi mostrado para reduzir a pressão arterial em estudos clínicos.

Apontar para 4.700 miligramas de potássio todos os dias para uma boa pressão arterial. Isso é pelo menos 2 xícaras de frutas e 2 ½ xícaras de legumes por dia. As melhores escolhas são tomates, folhas verdes, batatas, bananas e abóbora.

Matéria completa para o coração

A quantidade e o tipo de gordura que você come fazem a diferença. Pesquisas mostram que comer muita gordura saturada não é bom para o coração. Alimentos como bacon, carne vermelha, manteiga e sorvete contêm gordura saturada. Você também deve evitar gorduras trans ou óleos parcialmente hidrogenados. Essas gorduras podem obstruir as artérias e elevar os níveis de colesterol. As gorduras trans são encontradas em produtos cozidos comerciais e frituras.

Descobriu-se que a gordura insaturada é benéfica para a saúde cardiovascular geral. Alimentos como azeite de oliva, óleo de canola, abacate, nozes e amêndoas contêm gordura insaturada e ajudam os níveis de colesterol aumentando o “bom” colesterol HDL e diminuindo o colesterol “ruim”.

Ácidos graxos ômega-3, um tipo de gordura insaturada, foram encontrados para ser útil na prevenção da morte súbita de ataques cardíacos. Peixes gordurosos, como salmão, cavala, atum e arenque, contêm dois tipos de ácidos graxos ômega-3, o ácido docosahexaenóico (DHA) e o ácido eicosapentaenóico (EPA). A ingestão recomendada de ácidos graxos ômega-3 é de 500 miligramas por dia. Isso é cerca de duas porções de 6 onças de peixe gordo por semana.

Outro tipo de gordura ômega-3, o ácido alfa-linolênico (ALA) fornece benefícios cardíacos. A linhaça e as nozes contêm ALA. Coma 2 colheres de sopa de linhaça moída ou 1 onça (cerca de um punhado) de nozes por dia para a saúde do coração.

Exercício é bom para o coração

Apontar para pelo menos 30 a 60 minutos de exercícios aeróbicos regulares na maioria dos dias da semana. Atividades simples fazem a diferença. Isso inclui caminhar, correr, andar de bicicleta e dançar. Participar de treinamento de força, como levantamento de peso, pelo menos duas a três vezes por semana. Lembre-se de incorporar exercícios de equilíbrio e flexibilidade também.

Priorize o gerenciamento de estresse

Mesmo se você comer direito e se exercitar regularmente, o estresse mal gerido pode causar estragos na sua saúde. Dormir o suficiente, praticar técnicas de relaxamento e cultivar relacionamentos são hábitos saudáveis ​​que podem ajudar a protegê-lo dos efeitos nocivos do estresse.